Michael Gallup Authentic Jersey Chá de Salsa: Emagrece e faz bem pro coração - Emagrecer com Saúde - Suco Detox - BemNutri
Feugiat nulla facilisis at vero eros et curt accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril.
+ (123) 1800-453-1546
info@example.com

Related Posts

Blog

chá de salsa

Chá de Salsa: Emagrece e faz bem pro coração

A salsa, também chamada de salsinha ou perrexil é uma planta bienal – aquela que demora vinte e quatro meses para completar seu ciclo –  de origem mediterrânea central (Itália, Argélia, Tunísia). Cultivada há mais de trezentos anos, possui talos grandes que podem alcançar até setenta centímetros de altura e folhas bastante divididas. Apesar de ser mais conhecida como um condimento bastante utilizado na culinária mundial, a salsinha também pode trazer benefícios de outra forma: com seu chá.

  • Benefícios:

cha de salsa

O chá de salsa pode ser utilizado com vários objetivos, e ser eficiente em muitos deles. Um dos benefícios mais conhecidos pelo público em geral referente à bebida é seu auxílio na redução de peso. Tal resultado vem da propriedade diurética da planta, ou seja, ao estimular a eliminação do excesso de água no corpo por meio da urina, o chá de salsa combate o inchaço proveniente dessa retenção. Ademais, ingerir a bebida em detrimentos de outras mais calóricas como sucos industriais e refrigerantes podem resultar, também, na perda de peso.

Decorrente do seu poder diurético já citado, a infusão pode resultar em outro benefício para um órgão do corpo humano: os rins. Para limpar e consequentemente evitar as pedras nos rins é importante a facilidade de expulsão da urina, o que é uma propriedade do chá de salsa. Além disso, a salsinha tem a capacidade de filtrar as toxinas de forma mais eficiente, impedindo que se formem os cálculos renais.

Para além do seu efeito de emagrecimento e ajuda aos rins, o perrexil (e, consequentemente, seu chá) é dotado de várias vitaminas importantes para o corpo humano. Em sua composição é possível encontrar a vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B6, vitamina B12, vitamina C e vitamina K. Partindo dessas informações, as vantagens trazidas com o consumo contínuo são muitas.

As vitaminas do complexo B são conhecidas por contribuir para um fígado saudável, beneficiando ainda olhos, peles e cabelo. Estas também ajudam no perfeito funcionamento do sistema nervoso e são altamente necessárias para a função cerebral. A vitamina C é conhecida por muitos por auxiliar na proteção do sistema imunológico, prevenindo e combatendo gripes e resfriados. Esta também é responsável por formar a proteína que produz os tecidos da pele. A vitamina K é amplamente conhecida pelo seu papel vital na formação de proteínas que promovem a coagulação do sangue, além ter papel fundamental na construção e reparação dos ossos.

Em matéria junto ao Globo Repórter, em 2009, pesquisadores do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio de Janeiro, concluíram que além de todos os benefícios já citados, o chá de salsa pode fazer bem pro coração. Segundo o farmacêutico Douglas Chaves, a descoberta foi feita, pelas suas palavras “a partir de um processo de extração das substâncias da salsinha através do cozimento da planta realizado sob um aquecimento”.

A partir daí foi possível concluir que, pelo seu poder de afinamento do sangue, o chá de salsa pode prevenir doenças cardiovasculares que, segundo o Instituto Danze Pazzanese De Cardiologia de São Paulo, são responsáveis por quase 30% (trinta por cento) das mortes no país. Nesta mesma matéria, em demonstração de um dos pesquisadores, é notável o agir da planta medicinal. Uma amostra de plasma que entra em contato com a infusão fica líquida por muito mais tempo se comparada à outra amostra que não entrou em contato com a salsa.

A infusão desta erva pode também ser motivada pelo fato de ter propriedades que ajudam no combate do câncer. Isso ocorre devido à presença da miristicina, componente orgânico natural que auxilia na prevenção de formação de tumores, pois ativa a glutationa S trasnferase. Tal substância também é encontrada na noz-moscada e outras especiarias, e é utilizado em refrigerantes de cola, como aromatizante.

Outro benefício trazido a quem consome o chá de salsa é, também, a eliminação do mau-hálito. Sendo a salsa uma erva medicinal que possui clorofila e propriedades bactericidas, seu chá pode, imediatamente, reduzir o mau hálito e auxiliar no tratamento de quem sofre de halitose.

Mais uma vantagem que pode ser obtida com a ingestão de chá de salsa, e esta só para as mulheres, é a indução do período menstrual. Algumas mulheres sofrem de distúrbios menstruais e irregularidades em seu ciclo menstrual, o que pode causar dores contínuas e mudança de humor. A tisana de salsa pode ser descrita como um emmenagogue, isto é, uma substância que induz o fluxo de sangue para o útero e estimula o desprendimento da mucosa que o reveste, resultando, assim, na menstruação. Para este caso, é indicado a ingestão de três ou quatro xícaras de chá de salsa.

Alguns outros efeitos positivos do chá de salsa também podem ser listados, como: atenuação da fadiga, devido à presença de ferro e vitamina C; melhora da digestão, com o estímulo na produção de salivas e também de enzimas que participam deste processo; Diminui a acidez do estômago; ação antioxidante, combatendo assim doenças ligadas ao envelhecimento precoce das células e ajuda na eliminação de toxinas prejudiciais.

  • Onde encontrar e como plantar:

cha de salsa com limão

Um dos condimentos mais usados nas cozinhas brasileiras, a salsinha é fácil de encontrar. Disponível em qualquer hortifrúti, e erva dispõe de um preço em conta. Além disso, seu plantio não é difícil, sendo visto em várias hortas caseiras pelo Brasil.

Para plantar salsa, será necessário um clima ameno, entre 10ºC e 20ºC, embora também floresça em outras variedades de climas. A planta necessita de um espaço com alta luminosidade para crescer, e de um solo rico em matéria orgânica. Contudo, por seu caráter rústico, a erva tolera várias condições de solo, desde que esteja sempre úmido. A partir daí, o plantio pode ser feito com sementes, que demoram de duas a seis semanas para germinar (deixar as sementes de molho em água por um dia é uma boa estratégia para acelerar a germinação). Para melhor crescimento e maior expectativa de vida, é recomendável que o processo seja feito em vasos com trinta centímetros de diâmetro e profundidade.

A colheita pode começar a ser feita após sessenta dias depois do plantio. É importante ressaltar que esta deve ser feita de maneira cuidadosa, retirando as folhas mais externas, procurando não retirar mais de um terço da folha.

  • Preparo do chá:

O preparo do chá de salsinha é simples e pode ser feito por qualquer adulto. Em uma proporção de um ramo picado a cada cem mililitros de água filtrada, o aconselhável é, em uma panela em fogo médio, deixar ferver por cinco minutos sem a tampa e, após esse tempo, desligar o fogo, tampar, e deixar descansar por mais dez minutos. O chá pode ser consumido quente ou gelado. Nessa receita é possível, para melhorar o sabor, adicionar outros ingredientes, como mel, gengibre, limão e canela (a qual ajuda acelerar o metabolismo).

A bebida deve ser consumida no máximo quatro vezes ao dia, e durante cinco dias consecutivos. Após esse tempo, o ideal é fazer uma pausa e só voltar a consumir depois de passados vinte dias. Alguns componentes da salsinha podem causar insônia, então deve-se evitar o consumo antes de dormir.

  • Contraindicações:

cha de salsa contra indicações

Apesar dos vários benefícios provenientes, é preciso ficar atento ao chá de salsa em alguns aspectos. Há algumas contraindicações importantes. Em primeiro lugar, a salsa e seu chá é composta por uma substância chamada apiol, e, caso se tenha hipersensibilidade à este composto, o uso deve ser cauteloso. Segundamente, também é preciso evitar essa bebida em caso de gravidez e em caso de período de amamentação. O primeiro se deve à propriedade de afinamento do sangue, que poderia acarretar num aborto espontâneo e indesejado. O segundo se deve ao fato de que substâncias nocivas a recém-nascidos pode ser passado pro leite materno. Ademais, para um paciente com doenças respiratórias também e contraindicado o consumo da bebida, uma vez que alguns componentes da salsa poderiam desencadear uma crise.

Ainda é possível listar outros malefícios causados pela ingestão exagerada do chá: reações cutâneas, como dermatite de contato; inflamação renal, pelo consumo exacerbado; transtornos neurológicos por efeitos neurotóxicos de um de seus componentes, a miristicina que, apesar de ser eficaz no combate à tumores, se ingerida em grandes quantidades pode agir de forma semelhante ao ecstasy no corpo humano, podendo causar alucinações, fuga da realidade e despersonalização.

 

 

No Comments
Post a Comment
Name
E-mail
Website

 Montae Nicholson Womens Jersey