Michael Gallup Authentic Jersey Diurético Natural - Alimentos diuréticos e Chás Diureticos - Bem Nutri
Feugiat nulla facilisis at vero eros et curt accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril.
+ (123) 1800-453-1546
info@example.com

Related Posts

Blog

cha natural diurético

Diurético Natural – Alimentos diuréticos e Chás Diureticos

O que são os diuréticos?

alimentos diuréticos

Diuréticos são substâncias que atuam nos rins, aumentando o volume da urina dos indivíduos. Tal ação aumenta a eliminação de água e minerais que têm uma carga elétrica, os eletrólitos, como potássio, sódio e cálcio. Os medicamentos diuréticos agem eliminando o sódio de nosso corpo, o que faz também com que nosso corpo elimine mais água através da urina, diluindo assim o sódio e eliminando da forma correta. Por isso algumas doenças que causam acúmulo excessivo de líquido no organismo podem ser auxiliadas pelo uso de medicamentos diuréticos. Doenças como a hipertensão arterial, a insuficiência renal, a insuficiência cardíaca e a cirrose hepática.

Como os diuréticos agem em nosso organismo?

Os rins humanos são formados por volta de um milhão de estruturas funcionais chamadas néfrons. Agrupados eles são os responsáveis por filtrar as impurezas do sangue no organismo, são responsáveis também pela eliminação do excesso de água por poupá-la, além de controlar o balanço de eletrólitos do corpo humano.

A parte inicial dos néfrons, o glomérulo, atua filtrando por minuto 120ml de sangue. Se eliminássemos toda essa quantidade de urina seria eliminada 7,2 litros de água por hora. Boa parte daquilo que passa pelo glomérulo é reabsorvido nos túbulos do néfron, é o que acontece, por exemplo, com o sódio que é reabsorvido em partes dos túbulos. Com esse sódio que foi reabsorvido volta parte da água antes eliminada também volta para o corpo. Dessa forma os rins podem concentrar bastante a urina, e assim eliminam apenas dois litros de água por dia.

Nesse momento que os diuréticos entram, pois eles agem diminuindo a reabsorção de sódio. Quanto mais o sódio vai sendo liberado na urina mais água também é liberada junto ao mineral. Dessa maneira o líquido excessivo presente no corpo vai sendo eliminado, diminuindo os inchaços decorrentes de doenças que causam a retenção de líquidos. Tal funcionamento se aplica a todos o diuréticos, exceto os diuréticos osmóticos, que agem de maneira diferente.

Categorização dos diuréticos

Os diuréticos podem ser divididos em seis diferentes tipos, que são:

  • Diuréticos de Alça: são os mais utilizados e de ação mais forte. Estes diuréticos agem na inibição do NaK2Cl, que é um íon transportador encontrado na membrana apical de células epiteliais renais, especificamente no ramo ascendente da alça de HENLE.2. Os principais medicamentos diuréticos dessa classificação são a Furosemida e a Bumetanida.
  • Diuréticos Tiazídicos: o procedimento de atuação dos diuréticos tiazídicos é a inibição da atividade do íon transportador Na+CL- no túbulo distal com aumento de eliminação de sódio, cloro, potássio e água. Os medicamentos Tiazídicos mais utilizados são a Hidroclorotiazida e a Clortalidona.
  • Diuréticos poupadores de potássio: são diuréticos que agem conservando o potássio, apesar de trabalharem eliminando água e sal. Os poupadores de potássio atuam na inibição dos canais condutores de sódio no túbulo coletor, como os remédios Amilorida e o Triantereno, ou mesmo bloqueando como é o caso do hormônio Aldosterona. Um dos principais medicamentos poupadores de potássio é a Espironolactona.
  • Diuréticos inibidores da Anidrase Carbônica: eles atuam diminuindo a concentração da urina e aumentando seu volume nos rins. Eles agem inibindo a enzima anidrase carbônica, que é responsável transformação de dióxido de carbono e água em ácido carbônico. Um dos principais medicamentos indicados desse tipo é a Acetazolamida, popularmente conhecido com o nome comercial DIAMOX.
  • Diuréticos Mercuriais: estes são compostos derivados do mercuripropanol como, por exemplo, meraluride, mercurofilina e clomerodrina. Nos dias atuais o uso de tais medicamentos mercuriais foi finalizado devido a ocorrência de efeitos colaterais como arritmias cardíacas e insuficiência renal aguda e em alguns casos houve o surgimento de reações de hipersensibilidade.
  • Diuréticos Osmóticos: o principal exemplo é o manitol, que age sugando parte da água existente no corpo para si e ao ser eliminado pelo organismo leva parte da água junto. Seu uso é muito recomendado a pacientes que sofrem de insuficiência renal aguda.

Diurético natural

diuréticos tiazídicos

Para pessoas que sofrem de retenção de líquidos, ou que procuram por diuréticos para atender a necessidades de outros tipos de origem como doenças de hipertensão, ou mesmo aquelas pessoas que querem uma ajudinha para emagrecer podem usar como opção para não adotar medicamentos diuréticos utilizar elementos naturais, tais como alimentos ou até mesmo chás diuréticos.

Alimentos diuréticos

Ao contrário de adotar um uso de medicamentos sem prescrição médica, para ajudar na melhoraria de problemas relacionados a retenção de líquidos, uma solução seria mudar um pouco seus hábitos alimentares e adotar em sua nova dieta alguns dos alimentos relacionados abaixo, que também exercem função diurética devido a sua composição orgânica. Na maioria das vezes são vegetais ou frutas que têm propriedades diuréticas, mas existem outros tipos de alimentos que também possuem essa propriedade.

Aveia – Alimentos diuréticos

Se você já procurou saber sobre alimentos que são bons para quem pretende fazer dieta com certeza já ouviu falar da aveia, mas talvez o que você não saiba é que a aveia também é um ótimo diurético. O cereal é conhecido por sua propriedade de absorção, como é o caso de sua ação em absorver o colesterol, mas além dessa utilidade a aveia também pode ajudar na retenção de líquidos. Este alimento, que normalmente é consumido nos cafés da manhã com leite ou iogurte, pode ser uma ajuda tanto no combate ao colesterol alto quanto na retenção de líquidos, além de ser recomendado em boa parte das dietas.

Aipo – Alimentos diuréticos

O aipo é em grande parte composto por água, o que ajuda o corpo a liberar mais urina, além de ser um ótimo hidratante para o corpo. Pesquisas recentes apontaram que não apenas a água em si, mas também a água presente nos alimentos ingeridos proporciona uma hidratação natural satisfatória. Para aqueles que não são habituados ou que não gostam do sabor do vegetal podem adotar como opção adicioná-lo a uma receita ou em vitaminas com outros ingredientes.

Couve de Bruxelas – Alimentos diuréticos

o que é diurético

A couve de Bruxelas não é mutio popular quanto outros vegetais, mas é também uma ótima opção a ser acrescida a sua dieta. Além de sua propriedade diurética a couve tem em sua composição grande número de antioxidantes, com pouquíssimas calorias. Entre as opções de consumi-la você pode colocar na salada junto com os demais ingredientes, ou até mesmo utilizar em alguma receita de cozimento, assim o sabor ficará misturado aos demais.

Gengibre – Alimentos diuréticos

O gengibre também é um alimento bem pouco popular, principalmente entre as pessoas mais jovens. Uma das vantagens do gengibre é que apesar de seu gosto forte a raiz não precisa ser consumida em grande quantidade, basta ser adicionado um pequeno pedaço a um copo de água todos os dias e os resultados serão positivos. Por sua outra propriedade de eliminar toxinas do corpo o gengibre também é frequentemente usado em programas detox, além de seu efeito de limpeza no organismo o gengibre é um ótimo diurético.

Beterraba – Alimentos diuréticos

A beterraba também é um alimento diurético e é rica também em antioxidantes, ela possui um em especial específico de alguns alimentos, a betalaína. Na hora de consumir o alimento dê preferência aquelas mais frescas que podem ser ingeridas cozidas grelhadas ou assadas. As beterrabas frescas são mais recomendadas, inclusive por possuir mais antioxidantes que as em conserva.

Vinagre de maçã – Alimentos Diuréticos

Entre os vários usos do vinagre de maçã está sua propriedade diurética, que ajuda na eliminação natural de líquidos indesejados no corpo. O vinagre pode servir também na purificação da água e para ajudar na digestão em geral. O vinagre de maçã pode ser usado na preparação alimentos para ser ingerido, mas o mais recomendável para o uso diurético é que seja diluída uma parte em um copo de água. O consumo em pouca quantidade já gera resultados positivos.

Repolho – Alimentos Diuréticos

O repolho é outro alimento que acumula benefícios a saúde humana, entre eles ajuda a reduzir os riscos do surgimento de doenças cardíacas, prevenir o câncer e claro a função diurética. O repolho pode ser consumido em saladas ou pode ser utilizado na preparação de sopas. No caso de ser usado em sopas recomenda-se o uso de pouco sal para que não seja diminuída sua propriedade que ajuda na eliminação do acúmulo de sódio.

Berinjela – Alimentos Diuréticos

A berinjela também possui efeito diurético natural. Ela pode ser consumida como acompanhamento da maioria das refeições. Existem casos de pessoas que fervem a berinjela com água e bebem resultado desse processo como auxílio ao emagrecimento, mas não é necessário tudo isso.

Salsa – Alimentos Diuréticos

A salsa também é um diurético natural, além de conter vários antioxidantes. A salsa pode ser tanto em alimentos como é costumeiramente usada, assim como também pode ser adicionada a água para ser consumida. Porém a planta apresenta um sabor forte, deve-se ter cuidado com a dosagem.

Chás diuréticos e sucos diuréticos

Uma boa outra opção para alguém que busca por soluções diuréticas em alimentos para consumo é tomar chás ou sucos diuréticos. Veja abaixo algumas opções:

Suco de Cranberry – Suco Diurético

O suco de cranberry já é conhecido por ser útil no combate a infecções urinárias, parte desse sucesso se deve a sua propriedade diurética. Além disso, o suco também é mantém os níveis de potássio inalterados, além de ter antioxidantes que ajudam na proteção contra os radicais livres. Recomenda-se o consumo do suco de cranberry orgânico para resultados mais satisfatórios.

Bebidas cafeinadas

Bebidas com compostos de cafeína como o próprio café ou chás também ajudam agindo com efeito diurético. Entretanto deve se pesar o uso dessas bebidas, pois apesar de seu efeito diurético a cafeína também exerce outras alterações no metabolismo humano.

Outras ervas que também podem ser utilizadas como diuréticos fazendo-se o chá são: dente de leão, urtiga, salsa, hortelã, salsa, açafrão e erva de São João.

Remédios diuréticos

medicamentos diuréticos

medicamentos diuréticos

Os remédios diuréticos agem no tratamento de situações como inchaços nos pés, pernas e tornozelos, ou pressão alta, que normalmente são causados por mudanças no funcionamento do coração ou doenças nos fígado ou nos rins. Esses remédios propiciam a passagem de mais sal e água pelos rins, aumentando a liberação de sódio e água pela urina. Entre os principais remédios estão a Hidroclorotiazida, a Furosemida e a Espironolactona.

Diurético para emagrecer – vale a pena ?

O aumento de peso do corpo está ligado a diversos fatores, um deles pode ser a retenção de líquidos excessivos no corpo, mas não necessariamente se resume a isso. A retenção de líquidos pode estar relacionada a problemas ligados ao mau funcionamento ou alterações nos órgãos como o coração ou os rins e fígado.

Quando constatado pelo médico que a causa do excesso de peso está ligado a retenção de líquidos os diuréticos podem sim ser usados no tratamento. Entretanto é importante que se procure acompanhamento médico antes de iniciar a ingestão de diuréticos, pois seu uso incorreto pode gerar a perda de nutrientes importantes para o organismo.

Frutas diuréticas

Entre os alimentos diuréticos podemos destacar algumas frutas que possuem tão propriedade e que, ao contrário de certos alimentos, pode receber uma melhor aceitabilidade para ser consumido. Entre as frutas com propriedades diuréticas podemos destacar:

Limão – Frutas diuréticas

O limão já é conhecido por suas propriedades medicinais. Além de ser uma ótima opção para dar sabor à água, o suco do limão possui função diurética e também ajuda no controle da hipertensão, muitas das vezes é um alimento recomendado para o tratamento de outras doenças. Por suas propriedades estarem presentes principalmente no suco, o limão não precisa ser consumido comendo suas fatias, basta adicionar a um pouco de água. O limão também é usado no tratamento de infecções no trato urinário.

Melancia  – Frutas diuréticas

Por também possuir muita água em sua composição a melancia também ajuda na liberação de líquidos presentes no corpo, além de ser rica em antioxidantes. Entretanto, a melancia deve ser comida com cautela, pois apesar de seu efeito diurético a fruta também é muito doce e pode interferir nos níveis de glicose no sangue.

Tomate – Frutas diuréticas

O tomate é uma ótima opção como diurético, além de ser rico na antioxidante licopeno, útil para o combate ao câncer e para prevenção de doenças cardíacas. Para que sejam conservadas suas propriedades o tomate deve ser consumido cru ou em suco, que pode ser feito com outros alimentos como a melancia.

 

No Comments
Post a Comment
Name
E-mail
Website

 Montae Nicholson Womens Jersey